STJD julga amanhã recurso do Coritiba

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julga amanhã recurso do Coritiba, contra decisão da 1ª Comissão Disciplinar do tribunal, que apenou o clube com a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro por causa da escalação de Ataliba na primeira rodada da competição. Na primeira instância, o clube paranaense perdeu por 4 a 1. A defesa do Coritiba se apegou ao voto do presidente da 1ª comissão, Vanderlei Rebelo, que foi favorável à absolvição do clube, para sustentar a nova estratégia que será levada amanhã ao plenário. De acordo com a denúncia, Ataliba não poderia ter enfrentado o Guarani em 22 de abril porque seu nome não constava do Boletim Informativo Diário (BID), documento expedido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que dá condições de jogo aos atletas. Em seu voto, Rebelo ficou em dúvida sobre a culpa do clube, deixando a entender que também responsabilizava a CBF por um suposto erro na elaboração do BID. Por isso, preferiu votar pela absolvição do Coritiba. Foi ele quem fechou a votação. Para a defesa do clube, as palavras de Vanderlei Rebelo podem ter peso expressivo no julgamento do STJD, muito embora o tribunal pleno da justiça esportiva não tenha o costume de alterar as punições aplicadas pelas comissões disciplinares. Estarão aptos a votar amanhã oito auditores. A sessão no STJD, no centro do Rio, vai ter início às 18h30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.