STJD mantém multa de R$ 10 mil à Portuguesa

No empate com o Flamengo, em julho, pedra foi arremessada na vidraça do banheiro do vestiário da arbitragem

Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 20h11

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) manteve a punição à Portuguesa, nesta quinta-feira, no julgamento do recurso em última instância referente a perda do mando de campo e a uma multa de R$ 10 mil. Além disso, o conselheiro do clube Armindo Cunha Costa terá que cumprir uma suspensão de 120 dias.Veja também: Portuguesa apresenta Athirson, ex-lateral do FlamengoDê seu palpite no Bolão Vip do LimãoNo empate, por 2 a 2, com o Flamengo, no dia 23 de julho, uma pedra foi arremessada na vidraça do banheiro do vestiário destinado à arbitragem. Na mesma partida, o dirigente do clube reclamou dos dois gols do adversário, que teriam sido marcados com a mão, e xingou o árbitro Evandro Rogério Roman, do Paraná.A Portuguesa já cumpriu a perda do mando de campo no jogo contra o Vasco, no dia 21 de agosto, em Santa Bárbara d''Oeste, no interior de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.