STJD mantém punição a Júnior Baiano

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ratificou há pouco a decisão da 3ª Comissão Disciplinar que condenou o zagueiro do Vasco, Júnior Baiano, acusado de usar dopping de cocaína, a uma suspensão de 120 dias. O jogador, que teve a substância encontrada em sua urina, durante exame realizado na final da Copa João Havelange, no dia 18 de janeiro, já cumpriu 57 dias da suspensão. Baiano não compareceu à sessão de julgamento no STJD, presidida por Paulo César Salomão, que também foi o relator do processo. Segundo o advogado do Vasco, Paulo Rubens, o clube produziu prova pericial informando que a substância metabólico da cocaína não era encontrada apenas na cocaína e sim em bebidas energéticas. "Infelizmente fizemos a produção destas provas mas, tanto o STJD como a 3ª Comissão Disciplinar, que puniu inicialmente o jogador, indeferiram o pedido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.