STJD mantém suspensão a Henrique, do Grêmio, por gesto obsceno

Atacante ficará fora da equipe por duas partidas por sinal direcionado à própria torcida

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2016 | 20h55

O departamento jurídico do Grêmio não conseguiu reverter a punição aplicada ao atacante Henrique Almeida devido a gestos obscenos direcionados à torcida. Em julgamento do Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador não teve sucesso em seu recurso no Pleno e teve mantido o gancho de dois jogos.

O atacante havia sido punido por ter feito gesto obsceno contra a própria torcida em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR. O jogador fez o gesto a torcedores que o criticavam após deixar o gramado, no jogo disputado no dia 21 de setembro, na Arena Grêmio. Nesta partida, o time gaúcho eliminou o rival nos pênaltis e avançou às quartas de final.

O gesto obsceno não foi registrado pela arbitragem na súmula da partida, mas foi flagrado por câmeras de TV. Foi o suficiente para sustentar a denúncia contra o jogador, que inclusive já pediu desculpas. O pedido foi usado pela defesa do jogador tanto no primeiro julgamento quanto na decisão do Pleno, sem sucesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.