Marcelo Cortes/Flamengo
Marcelo Cortes/Flamengo

STJD multa Flamengo por cantos homofóbicos de sua torcida na partida com o Grêmio

Episódio aconteceu no dia 15 de setembro, pela Copa do Brasil; clube alvinegro terá de desembolsar R$ 50 mil

Redação, Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2021 | 19h09

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) multou, nesta segunda-feira, o Flamengo em R$ 50 mil por causa de cantos homofóbicos de sua torcida na partida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, em 15 de setembro, no Maracanã.

O árbitro Rodolpho Toski, os assistentes Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos, o quarto árbitro Lucas Paulo Torezin, o inspetor da CBF, Almir Alves de Mello, e o delegado da partida, Marcelo Viana, também foram denunciados, mas acabaram absolvidos.

O Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ apresentou uma "Notícia de Infração", em 27 de setembro, após analisar imagens que estavam na internet, gravadas no jogo pelas quartas de final da Copa do Brasil, onde é possível ouvir um coro da torcida do Flamengo entoando: "Arerê, gaúcho dá o c* e fala tchê".

Após análises das imagens, a Procuradoria entendeu que o comportamento da torcida se enquadra no artigo 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.