Gilvan de Souza/Divulgação
Gilvan de Souza/Divulgação

STJD fará denúncia contra Emerson Sheik por 'ofensas a honra'

Se condenado, jogador poderá ser suspenso por até seis partidas

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

27 Agosto 2015 | 12h08

O atacante Emerson Sheik terá que enfrentar mais uma vez a Justiça desportiva devido a declarações na imprensa. Na manhã desta quinta-feira, menos de doze horas após o Flamengo ser eliminado pelo Vasco na Copa do Brasil, a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) informou que oferecerá denúncia contra o jogador por "ofensas a honra". Se condenado, Sheik poderá ser suspenso por até seis partidas, além de pagamento de multa que pode chegar a R$ 100 mil.

O motivo da denúncia foi uma rápida entrevista do atacante ao fim do primeiro tempo do jogo disputado no Maracanã. Ao ser indagado por um repórter da Rede Globo sobre o que o Flamengo deveria mudar para o segundo tempo - mesmo que, àquela altura, vencesse o Vasco por 1 a 0 -, Sheik disparou: "Primeiro tem que arrumar esse juiz, que é muito fraco. É uma m..., m.... Esse juiz é uma m...". 

Com base nas imagens, a procuradoria do STJD deve denunciar o atacante por infração ao artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata sobre "ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto". A pena prevista em caso de condenação é de um a seis jogos de suspensão, além de multa que pode variar de R$ 100 a R$ 100 mil.

No ano passado, Emerson Sheik teve problema semelhante quando defendia o Botafogo. Após ser expulso na partida diante do Bahia, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador foi às câmeras para dizer que a "CBF é uma vergonha". Na súmula, o árbitro também relatou ofensas do jogador. Sheik acabou suspenso por quatro jogos devido às ofensas ao árbitro, e por mais um jogo por conta das declarações contra a entidade.

Como o Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil, caso o atacante seja condenado pelo STJD com suspensão por partidas, ele poderá desfalcar o time no Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.