STJD pune todos os brigões do clássico

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu com rigor os responsáveis pelo tumulto ocorrido no jogo Corinthians x Santos, dia 9 de julho, no Morumbi. Do lado do Corinthians, o goleiro Doni vai ficar 40 dias sem atuar e o zagueiro Fábio Luciano foi o mais atingido, com 60 dias de suspensão, por ser reincidente. O meia Fabiano e o goleiro Fábio Costa estarão afastados das próximas quatro partidas do Santos.A punição do zagueiro César, do Corinthians, foi mais branda, suspenso por três jogos. Já o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho, denunciado por omissão, pelo fato de não ter aplicado nenhum cartão vermelho aos brigões e nem sequer ter registrado na súmula a briga no final do clássico, ficará 20 dias impossibilitado de trabalhar em campo.O julgamento desta terça-feira, no Rio, durou três horas e foi acompanhado por Fabiano, Fábio Costa e Spínola. Em seus depoimentos, os atletas tentaram desqualificar a acusação. O Santos ainda levou o lateral-direito Reginaldo Araújo como testemunha.Fabiano, que deu um tapa no rosto de Fábio Luciano no final da partida, chegou a dizer que não tinha a intenção de agredir o zagueiro do Corinthians: "Foi um cala-boca, com o dorso da mão esquerda, se fosse para machucar, teria dado um soco com a mão direita".Já Fábio Costa disse aos quatro auditores da 2ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que "quis proteger Liedson", quando sua mão esbarrou no rosto do atacante adversário, num lance que acirrou o ânimo dos dois times. "Depois de saltar, para tocar a bola, empurrei com a mão esquerda o Liedson para protegê-lo. Isso por eu ser mais forte fisicamente", contou.Para o advogado do Santos, Mário Melo, o goleiro se desequilibrou na jogada. "O Fábio Costa é excelente debaixo das traves, mas a praia dele não é atuar na linha", justificou.As imagens de TV com as cenas das agressões no jogo foram repetidas três vezes no plenário. Por conta disso, o STJD decidiu também indiciar o atacante William, do Santos, por agressão ao zagueiro Fábio Luciano. Ele pode ser suspenso de duas a quatro partidas.Todos os punidos vão recorrer à segunda instância do tribunal.

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.