STJD reduz pena e zagueiro Chicão está liberado para jogar

Jogador deve estar em campo na partida de sábado contra o Ceará, que pode confirmar volta da equipe à elite

Agência Estado,

23 de outubro de 2008 | 17h36

O técnico Mano Menezes poderá escalar a força máxima do Corinthians na partida contra o Ceará, sábado, no Estádio do Pacaembu, que pode garantir o retorno do time para elite do futebol brasileiro, dependendo de uma combinação de resultados. Nesta quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reduziu de 120 dias para dois jogos a suspensão do zagueiro Chicão.Veja também:CNN: Corinthians x Palmeiras é 9.ª maior rivalidade do mundo Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoO corintiano já cumpriu a nova pena imposta pelo STJD, pois ficou de fora das partidas contra Marília, Santo André e Bahia. Ele foi punido no dia 8 de outubro por conta da expulsão na partida entre Corinthians e São Caetano, no dia 27 de setembro, após pisar em um adversário.Inicialmente, Chicão foi julgado por infração e enquadrado no artigo 253 (praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), com pena entre 120 e 540 dias de suspensão. Naquela oportunidade, recebeu a pena mínima.No entanto, nesta quinta-feira, o Pleno do STJD desqualificou a denúncia pelo artigo 253. Com isso, Chicão foi julgado no artigo 255 (praticar ato de hostilidade contra adversário ou companheiro de equipe) do CBJD. Neste caso, a pena varia de um a três jogos de suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.