STJD rejeita pedido do São Caetano

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luiz Zveiter, negou nesta quinta-feira à noite pedido de efeito suspensivo do São Caetano, que pretendia reaver os 24 pontos do Campeonato Brasileiro que lhe foram retirados pela justiça esportiva, em primeira instância, na madrugada de terça-feira.O advogado do clube do ABC paulista, João Zanforlin, argumentou no pedido que o efeito seria uma maneira de motivar os atletas do São Caetano, para a rodada do fim de semana, contra o Santos."Seria uma medida esportiva e o efeito duraria até o julgamento do recurso contra a decisão da primeira instância", disse Zanforlin. Se o pedido do São Caetano fosse aceito, a tabela do Brasileiro mudaria de novo e o clube passaria a ocupar a 4ª colocação, a que corresponde à sua produção em campo na competição.Zveiter disse que não considerou os aspectos jurídicos contidos no pedido. "Para mim, os argumentos da defesa não eram suficientes para se conceder efeito suspensivo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.