Wilton Junior/AE - 22/11/2009
Wilton Junior/AE - 22/11/2009

STJD suspende Jobson por dois anos por uso de crack

Atacante de 21 anos revela em depoimento ter utilizado a droga; ele poderia ter sido banido do futebol

estadao.com.br,

19 de janeiro de 2010 | 21h16

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) suspendeu, na noite desta terça-feira, o atacante Jobson por dois anos por ter dado positivo nos exames antidoping realizados nas partidas em que defendeu o Botafogo contra Coritiba (8 de novembro), e Palmeiras (6 de dezembro), pelo Brasileirão.

 

Inicialmente, Jobson, de 21 anos, havia revelado ter utilizado cocaína. Porém, em seu depoimento no STJD o jogador surpreendeu ao afirmar que utilizou crack. "Eu fumei crack, e não foi apenas uma vez. Não posso dizer se sou viciado ou não, mas utilizei a droga mais de uma vez."

 

Jobson corria o risco de ser banido do futebol pelo motivo de ser reincidente no doping. Apesar de ter pego uma pena de dois anos, a defesa do jogador afirmou que pretende recorrer do resultado do julgamento.

 

Pelo fato de ter sido flagrado no exame antidoping, Jobson não foi contratado pelo Cruzeiro. O jogador era um dos pedidos do técnico Adilson Batista para a disputa da Copa Libertadores.

Tudo o que sabemos sobre:
FuteboldopingJobsonBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.