STJD suspende julgamento e Série C pode ter 21 clubes

O tão aguardado julgamento por Treze-PB e Brasil-RS terem utilizado a Justiça Comum para serem inclusos na Série C do Campeonato Brasileiro não aconteceu nesta sexta-feira. Isso porque o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) retirou os dois processos da pauta do dia sob alegação de que o problema ainda está em curso. Uma nova reunião, na próxima semana, pode até incluir o clube paraibano na competição.

AE, Agência Estado

29 de junho de 2012 | 17h27

O anúncio foi feito por Renata Quadros, presidenta da Quarta Comissão Disciplinar, logo no início da sessão desta sexta, por volta das 14 horas. De acordo com ela, não seria prudente julgar os dois casos neste momento. Mesmo assim, os processos continuaram na mesma comissão, mas sem data definida para novo julgamento.

Este adiamento pode aproximar o clube paraibano da Série C. O juiz Falkandre Queiroz, da 1.ª Vara Cível de Campina Grande (PB), deu mais um parecer favorável ao Treze. Com isso, a CBF se viu obrigada a realizar mais uma reunião conciliatória com os dirigentes paraibanos.

Com a nova reunião, há a possibilidade de o clube de Campina Grande ser o 21.º clube da terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Isso porque a CBF já assegurou a vaga do Rio Branco-AC na competição e será muito difícil de o time acreano perdê-la.

A CBF, assim como o STJD e o Rio Branco, poderia ser punida a pagar R$ 100 mil diários caso a Série C começasse sem o time da Paraíba. A substituição do Rio Branco pelo time paraibano é pouco provável, uma vez que a entidade máxima do futebol nacional já divulgou os jogos que irão abrir a competição neste final de semana.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSérie CSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.