STJD vai denunciar Corinthians e Vasco por briga no Mané Garrincha

Presidente da entidade, Flávio Zveiter, falou ao SporTV sobre confusão deste domingo

O Estado de S. Paulo

27 de agosto de 2013 | 15h19

SÃO PAULO - Corinthians e Vasco serão notificados pela Justiça Desportiva pela confusão durante partida do Campeonato Brasileiro no último domingo, 25, no Mané Garrincha.  O presidente do STJD, Flávio Zveiter, afirmou que os clubes são passíveis de punição pelo comportamento de seus torcedores no estádio. "O que a legislação prevê é que a equipe responsável pague uma multa ou perca o mando de campo. Em tese, o time pode sofrer essas penas, mas os casos serão julgados".  As duas equipes serão denunciadas até quinta-feira, disse em entrevista ao SporTV.

 

Zveiter ressaltou ainda que é trabalho das equipes zelar pelo bom comportamento de suas torcidas. "Os clubes têm de estar envolvidos, assim como a Justiça comum, a polícia, o Ministério Público.", afirmou. 

 

"A legistação vem sendo cumprida, mas não como a gente gostaria. Um exemplo é que um torcedor envolvido em um disparo de sinalizador que acertou uma criança já está envolvido em outro tumulto", lembrou.

 

O Estatuto do Torcedor também prevê penalidades aos infratores, como reclusão de até dois anos, multa e impedimento de frequentar estádios, como prevê o artigo 41. O cumprimento da lei, no entanto, não cabe ao STJD, mas à Justiça comum, segundo Zveiter. "Nós podemos sim punir os clubes pela atitude de seu torcedor".

 

Até o momento, nem o Corinthians e nem a Gaviões da Fiel se pronunciaram sobre a briga no Mané Garrincha e o envolvivento de um dos presos em Oruro na confusão. A torcida organizada deve emitir uma nota com seu posicionamento nesta terça-feira.

 

Também nesta tarde, o Promotor de Justiça do Consumidor da Capital, Roberto Senise Lisboa, falará sobre o envolvimento de Leandro Silva de Oliveira no tumulto.  

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansSTJDVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.