Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

STJD vai julgar Felipão na sexta por expulsão contra o Corinthians

Treinador pode receber até seis partidas de suspensão por ter xingado a arbitragem durante o clássico

O Estado de S. Paulo

19 Setembro 2018 | 17h58

O técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, será julgado na próxima sexta-feira pela manhã pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O treinador foi denunciado pela expulsão contra o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, e enquadrado no artigo 258 do Código Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de indisciplina. 

A pena prevista é de um a seis jogos de suspensão. Felipão foi expulso aos 32 minutos do segundo tempo pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima. Na súmula, ele escreveu que o palmeirense se dirigiu ao quarto árbitro para reclamar de uma falta a favor do Corinthians e agiu de forma desrespeitosa. "Com o dedo em riste, proferiu as seguintes palavras: 'Vocês não dão uma falta para nós, baita palhaçada, tomar no c...'", diz a súmula.

Apesar da vitória por 1 a 0, com gol de Deyverson, o Palmeiras reclamou bastante da atuação do árbitro na partida. Uma das reclamações foi por não ter marcado um pênalti a favor do time. A expulsão de Felipão rendeu ao treinador a suspensão automática na rodada seguinte, contra o Bahia. A equipe foi dirigida pelo auxiliar, Paulo Turra, no empate em 1 a 1.

Nesta quarta-feira o Palmeiras também foi personagem de um julgamento no STJD. O órgão recusou o pedido do clube de impugnar a final do Campeonato Paulista por interferência externa. A diretoria logo depois publicou nota oficial para encerrar o caso e se dizer satisfeito com o debate promovido sobre a qualidade da arbitragem.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.