STJD vai ouvir envolvidos em denúncia da Federação Paulista

Suposta tentativa de manipulação de resultado no Campeonato Brasileiro 2008 será investigada pelo Tribunal

Redação ,

09 de dezembro de 2008 | 19h37

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Rubens Approbato Machado, convocou nesta terça-feira seis pessoas para prestar depoimento sobre a possível tentativa de manipulação do resultado da partida entre Goiás e São Paulo, realizada domingo no Estádio Bezerrão, no Gama (DF), válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Veja também: Vote: Você concorda com a escolha da seleção do Brasileirão?A hegemonia tricolor no BrasileirãoMonte seu time dos sonhos do São PauloSão Paulo quer Marco Polo Del Nero fora da FederaçãoMuricy diz querer a Libertadores mais que o São PauloCamisas comemorativas do São Paulo ironizam rivais  Washington abre possibilidade de jogar no São Paulo  Para Muricy Ramalho, técnico tem que ganhar até par ou ímpar Brasileirão 2008 - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoSerão ouvidos o árbitro Wagner Tardelli, que apitaria o confronto mas foi substituído na última hora, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Pólo del Nero, que alertou a CBF sobre a suposta fraude e sugeriu a troca do árbitro, o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa, que determinou a substituição do juiz, o vice-presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, citado por del Nero no caso, a secretária do presidente do São Paulo, Maria Estela e a secretária de Bastos, Lilian Cardoso. De acordo com a FPF, as duas funcionárias teriam conversado por telefone sobre um envelope que seria entregue pelo clube paulista a Tardelli.O relator do inquérito será Virgilio Val. De acordo com Rubens Approbato Machado, caso seja provado que houve corrupção, o autor receberá uma pena severa. "O autor ficará sujeito ao disposto no artigo 237 do CBJD, que prevê pena de dois a quatro anos de suspensão e eliminação na reincidência", declarou, em entrevista ao site justicadesportiva.com.br.Na segunda-feira, Marco Pólo del Nero deu entrevista coletiva na sede da FPF e revelou porque sugeriu a troca do árbitro. "Na sexta-feira à noite [5], recebi um telefonema da minha secretária, Lilian, informando que uma secretária do São Paulo havia informado à ela sobre um envelope que deveria chegar ao vice-presidente Reinaldo Bastos", explicou Del Nero. "Esse envelope, segundo a secretária, deveria ser entregue para o árbitro."O anúncio da troca do juiz foi feito pela CBF no sábado e o jogo ficou sob a responsabilidade de Jailson Macedo Freitas, que apitou a vitória de 1 a 0 do São Paulo sobre o Goiás, triunfo que deu ao time do Morumbi seu sexto título nacional na história.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.