STJD vai tomar as decisões ?cabíveis?

Depois do Corinthians, agora foi a vez da Ponte Preta e do Goiás entrarem com recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJD) solicitando os pontos da partida contra o Paysandu, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar do prazo já ter encerrado, o time goiano decidiu tentar obter uma vitória na Justiça. Já a equipe paulista não enfrenta o mesmo problema: foi derrotada pelos paraenses, no último domingo, e respeitou o prazo de cinco dias após a entrega da súmula.Nesta terça-feira, o presidente do STJD, Luiz Zveiter, disse que o tribunal espera receber logo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) os documentos referentes aos atletas do Paysandu. Ele disse que o STJD vai tomar as decisões "cabíveis" se for constatada a irregularidade do clube do Pará, que deve ser suspenso do Campeonato Brasileiro.Os clubes decidiram pedir os pontos porque o Paysandu estaria atuando com três jogadores irregulares - Aldrovani, Júnior Amorim e Borges Neto. O documento de transferência dos atletas teria sido assinado pelo presidente do clube paraense, Artur Tourinho, atualmente suspenso por 120 dias pelo STJD. O dirigente alega que assinou os papéis amparado por uma decisão da Justiça Comum.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.