Stoichkov terá que pagar multa e se desculpar por mau comportamento

O búlgaro Hristo Stoichkov, que na semana passada renunciou ao cargo de técnico do Mamelodi Sundowns, da África do Sul, foi condenado pela liga de futebol do país (PSL) a pagar uma multa de US$ 6,776 mil (R$ 12,1 mil) e a se desculpar publicamente por mau comportamento, informou hoje a imprensa local.

EFE,

24 de março de 2010 | 14h08

Stoichkov foi acusado de usar linguagem indevida e de colocar o dedo indicador na garganta em sinal de ameaça contra os árbitros durante uma partida realizada em fevereiro.

Após a comissão disciplinar da PSL se ver obrigada a adiar duas vezes a audiência do ex-jogador búlgaro por ele ter faltado ao compromisso, Stoichkov finalmente compareceu à reunião, em companhia de um advogado sul-africano, e se desculpou por sua atitude.

Além da multa, ele deverá pagar também os custos do processo, no valor de 63 mil Rands (cerca de R$ 15 mil).

O ex-treinador da seleção da Bulgária e do Celta de Vigo ficou quase nove meses no futebol sul-africano, e deixou o cargo antes do fim de seu contrato com o Sundowns, que terminaria em junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.