Hector Retamal/AFP Photo
Hector Retamal/AFP Photo

Suárez admite frustração por gols perdidos pelo Uruguai: 'Não estive à altura'

Atacante teve pelo menos três grandes oportunidades de marcar, mas esteve em um dia infeliz

Estadao Conteudo

15 Junho 2018 | 15h14

Os três gols perdidos por Luis Suárez na estreia do Uruguai na Copa do Mundo da Rússia diante do Egito, nesta sexta-feira, em Ecaterimburgo, não fizeram falta à seleção celeste, que venceu os egípcios por 1 a 0, com gol no fim do zagueiro Giménez. No entanto, as chances desperdiçadas, que poderiam ter assegurado um triunfo mais tranquilo, foram motivo de lamentação pelo atacante.

+ Conheça a história das principais estrelas do Mundial

+ Veja a tecnologia do futebol 

+ Conheça todos os detalhes da taça da Copa do Mundo

Das três oportunidades perdidas, a mais incrível foi quase na pequena área, o que causou irritação ao atacante do Barcelona durante a partida. Ele esbravejou, chutou as placas de publicidade e deu socos no chão a cada gol que não marcava. Em entrevista na zona mista após a partida, Suárez admitiu que não teve um bom rendimento.

"Sou muito autocrítico, sempre me cobro. Sei o que sou como jogador, o que posso dar a essa seleção, e obviamente não estive à altura. Sempre quero fazer gols e ajudar a equipe", disse o uruguaio.

Suárez não só falou sobre sua atuação. Ele elogiou o rival africano, que não teve seu principal jogador. Mohamed Salah até ficou à disposição no banco, mas não foi escolhido para entrar, muito provavelmente porque não estava completamente recuperado da lesão no ombro sofrida na final da Liga dos Campeões.

"O que tentamos fazer sempre é jogar, buscar espaço. Temos jogadores que conduzem bem a bola, mas também houve virtudes de um rival que fez um bom jogo", analisou.

Herói da vitória com um cabeceio certeiro nos minutos finais, o zagueiro Giménez disse que a jogada que originou o gol uruguaio é ensaiada e poderia render frutos.

 

"Sabia que o 'Pato' (Carlos Sánchez) batia naquele lugar. Tive que me colocar ali", disse Giménez, que renovou seu contrato com o Atlético de Madrid até 2023.

Suárez pode se redimir e marcar pela primeira vez na Rússia diante da Arábia Saudita, adversário da segunda rodada da primeira fase do Mundial na próxima quarta-feira, às 12 horas (de Brasília), em Rostov. Os uruguaios aparecem na segunda posição do Grupo A, com a mesma pontuação que a Rússia, mas com saldo de gols inferior já que os anfitriões golearam os árabes por 5 a 0 no jogo de abertura.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.