Suárez agradece mensagens e pede apoio à seleção uruguaia

Suspenso, atacante do Liverpool pede torcida contra a Colômbia

Jamil Chade - Enviado especial ao Rio de Janeiro, O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2014 | 11h32

O atacante Luis Suárez pede que todos os uruguaios apoiem a Celeste hoje, no jogo contra a Colômbia no Maracanã. Em uma mensagem enviada nas redes sociais, o jogador punido pela Fifa por dar uma mordida agradeceu "o apoio de todos". "Escrevo esta mensagem para agradecer a todos pelo apoio e carinho que estou recebendo", disse.

"Tanto eu como minha família agradecemos muito. Muito obrigado por estar ao meu lado e quero que todos hoje apoiemos meus companheiros de seleção para o jogo contra a Colômbia", completou. Suarez foi punido com nove jogos de suspensão, além de quatro meses de afastamento do futebol. Hoje, a Fifa indicou que recebeu da delegação uruguaia uma mensagem de que um recurso será apresentado.

O caso pode ser julgado em uma semana. Mas não tem efeito suspensivo. O Estado revelou com exclusividade os documentos sigilosos do processo e que mostram que a Fifa recusou as provas apresentadas pela delegação uruguaia. Jogadores e técnicos uruguaios acusaram a Fifa de manipulação. "Não vou comentar o que alguém com algum interesse neste caso disse", declarou Delia Fischer, porta-voz da entidade.

"O comitê é independente e temos que respeitar o processo", completou. Para mostrar que a entidade está trabalhando, a Fifa anunciou que o Comitê de Disciplina abriu uma investigação contra o jogador belga Steven Defour por uma entrada violenta que resultou em sua expulsão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.