Enric Fontcuberta/EFE
Enric Fontcuberta/EFE

Suárez dá show, Coutinho marca e Barcelona faz cinco no Real mesmo sem Messi

Uruguaio anota três na goleada por 5 a 1, com Vidal e Marcelo completando o marcador

Estadão Conteúdo

28 Outubro 2018 | 14h18

Pela primeira vez desde 2007, o superclássico espanhol foi disputado sem Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Brilhou, então, a estrela de Luis Suárez. Inspirado, o uruguaio definiu a humilhante goleada do Barcelona sobre o Real Madrid neste domingo, por 5 a 1, pela décima rodada do Campeonato Nacional, em duelo disputado no Camp Nou e marcado também pelos gols brasileiros.

Philippe Coutinho abriu o placar para o Barcelona, Suárez ampliou e Marcelo descontou, mas o mesmo Suárez balançou a rede mais duas vezes e Arturo Vidal selou o placar para levar o Barcelona a 21 pontos, recuperando a liderança do Espanhol, perdida provisoriamente para o Atlético de Madrid na véspera.

Já o Real se afunda na crise neste início de temporada. Já são cinco partidas seguidas sem vencer no Espanhol - quatro derrotas e um empate - e a situação parece insustentável para o técnico Julen Lopetegui. O reflexo está na tabela: a equipe é apenas a nona colocada, com 14 pontos somados.

Justamente buscando fugir desta situação, o Real até tomou o campo de ataque no início neste domingo, mas rapidamente o Barcelona ganhou o controle do jogo para abrir o placar. Aos dez minutos, Alba recebeu lançamento pela esquerda com muita liberdade, invadiu a área e rolou no meio para Coutinho, que marcou praticamente sem goleiro.

Arthur, um dos destaques do primeiro tempo, quase ampliou aos 18, mas parou em grande defesa de Courtois. O segundo só sairia aos 28. Após cruzamento da esquerda, Varane, desajeitado, atropelou Suárez. O árbitro mandou seguir, mas, alertado pelo VAR, assinalou pênalti. Na cobrança, o mesmo Suárez marcou.

Mesmo com a vantagem, o Barça seguiu melhor e perdeu chances de ampliar. No segundo tempo, porém, o Real voltou mais ofensivo e não demorou para diminuir. Aos cinco minutos, após boa jogada de Isco pela direita, o cruzamento para a área foi desviado pela defesa, mas Marcelo apareceu do outro lado para dominar de peito e finalizar para a rede.

Sergio Ramos, de cabeça, quase marcou, mas foi Benzema quem chegou mais perto, acertando a trave aos dez minutos. Aos 15, Suárez quase foi à rede novamente, em linda finalização de voleio. O jogo era lá e cá, e mais uma vez Benzema teve a chance aos 22, mas perdeu sozinho, de cabeça.

Faria muita falta, porque sete minutos depois o Real ampliaria. Sergi Roberto recebeu pela direita em contra-ataque e deu ótimo passe para Suárez, que finalizou de cabeça no contrapé de Courtois. Inspirado, o uruguaio ampliaria aos 37 com uma linda cavadinha, novamente aproveitando passe de Sergi Roberto, após falha de Sergio Ramos. Ainda haveria tempo para Vidal, aos 41, fechar o show catalão.

Na outra partida do dia já encerrada pelo Espanhol, o Getafe recebeu o Betis e venceu com autoridade, por 2 a 0, com gols de Molina e Foulquier. O triunfo levou a equipe a 15 pontos, na oitava colocação. Já o Betis estacionou nos 12 pontos e é apenas o 13.º.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.