Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Suárez e Messi marcam, Barça bate Atlético, abre 11 pontos e põe a 'mão na taça'

Os catalães conseguem ultrapassar a boa partida do goleiro Oblak para garantir a vitória no Camp Nou

Redação, Estadao Conteudo

06 de abril de 2019 | 18h46

Com gols de Luis Suárez e Lionel Messi no fim da partida, o Barcelona venceu o Atlético de Madrid por 2 a 0, neste sábado, no Camp Nou, e aumentou sua gordura na liderança do Campeonato Espanhol. Com o resultado, o time catalão chegou a 73 pontos, 11 à frente da equipe treinada pelo argentino Diego Simeone, e já pode dizer que está com a "mão na taça" da competição.

Faltam sete rodadas para o fim do torneio e é pouco provável que o Barça deixe escapar este título, pois serão apenas 21 pontos em disputa nesta reta final e a equipe da Catalunha só precisará somar mais 11 para ficar com o troféu sem depender dos resultados do Atlético.

Com 60 pontos, o Real Madrid venceu o Eibar por 2 a 1, em outro duelo deste sábado, e é o terceiro colocado. A equipe de Zidane é a outra única da competição, além do vice-líder, com chances matemáticas de tirar a taça do Barça.

Apesar do placar de 2 a 0, o triunfo do Barcelona foi sofrido, mesmo com a expulsão de Diego Costa aos 28 minutos da etapa inicial. Brasileiro naturalizado espanhol, o centroavante reclamou acintosamente com o árbitro Jesus Gil Manzano após o juiz aplicar cartão amarelo a Thomas e recebeu o vermelho direto. Entretanto, a superioridade numérica não tornou o jogo fácil para o time catalão.

A equipe do técnico Ernesto Valverde só abriu a contagem aos 39 do segundo tempo, quando o uruguaio Suárez bateu colocado para fazer 1 a 0. Dois minutos depois, foi a vez de Messi marcar, após invadir a área, girar sobre a marcação e finalizar com calma para assegurar a vitória.

Antes de sacramentar o 2 a 0, o Barcelona parou na excelente atuação do esloveno Jan Oblak. O goleiro do Atlético fez boas defesas ao longo de toda a partida e dificultou a vida do time de Messi. O arqueiro também contou com a ajuda da trave aos 13 do primeiro tempo, quando o lateral esquerdo Jordi Alba quase inaugurou o placar para o time da casa.

Aos 26, Philippe Coutinho quase marcou em finalização rasteira, mas Oblak fez grande defesa. Nos acréscimos, o meia brasileiro também pararia no esloveno, após boa tentativa de cabeça.

Na segunda etapa, outro jogador do Brasil apareceu bem: substituindo o compatriota Arthur aos 17, o ponta Malcom participou bem das tramas ofensivas catalãs. Na partida anterior, em empate diante do Villarreal, o brasileiro também foi bem, fazendo um gol e dando uma assistência. O destaque negativo foi Antoine Griezmann, que pouco apareceu pelo Atlético e tomou vaias da torcida catalã, já que recusou uma proposta do Barcelona no ano passado.

Apesar da boa atuação de Malcom, coube às estrelas do time catalão resolver a parada. Oblak fez mais defesas importantes na etapa complementar, mas não pôde evitar os gols de Suárez e Messi no fim da partida. Os dois atacantes são os artilheiros do campeonato: o argentino fez 33 gols, enquanto o uruguaio anotou 20. Com a derrota, o Diego Simeone dá sequência ao seu tabu diante do Barcelona na Catalunha: em 15 partidas contra os rivais, o argentino nunca venceu, somando cinco empates e dez derrotas no Camp Nou.

Agora, o time de Messi volta suas atenções para a Liga dos Campeões: na próxima quarta-feira, o Barcelona vai à Inglaterra enfrentar o Manchester United pelo jogo de ida das quartas de final do torneio europeu. Técnico do time britânico, o norueguês Ole Gunnar Solskjaer esteve presente na partida deste sábado para observar o adversário.

Pelo Campeonato Espanhol, o time catalão volta a campo no próximo sábado, quando visita o Huesca. O Barcelona também está na final da Copa do Rei, contra o Valencia. A decisão acontece no dia 25 de maio, no estádio Benito Villamarín, em Sevilha, em mais um desafio na busca pela tríplice coroa.

Eliminado pela Juventus nas oitavas de final da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid volta a campo pelo Espanhol no próximo sábado, contra o Celta, em casa.

OUTROS JOGOS

Nas outras partidas deste sábado pela 31ª rodada do torneio, o Espanyol venceu o Girona, fora de casa, por 2 a 1. Depois de vencer o Real Madrid na última quarta-feira, impondo a primeira derrota do técnico Zinedine Zidane em sua segunda passagem no comando dos merengues, o Valencia acabou derrotado pelo Rayo Vallecano por 2 a 0, também como visitante. Com a derrota, o time valenciano estacionou nos 46 pontos e continuou na quinta posição.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.