Josep Lago|AFP
Josep Lago|AFP

Suárez é suspenso por dois jogos após expulsão

Barcelona promete recorrer da punição ao atacante

Estadao Conteudo

09 Fevereiro 2017 | 15h26

O Comitê de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou nesta quinta-feira a suspensão do atacante Luis Suárez por duas partidas. O jogador do Barcelona foi expulso na semifinal da Copa do Rei diante do Atlético de Madrid, na última terça-feira, e, com isso, está fora da decisão diante do Alavés.

 

Na última quarta, o Barcelona já havia informado que recorreria contra o cartão vermelho mostrado a Suárez, já na reta final da partida. Como era de se esperar, a decisão do comitê deixou o clube ainda mais insatisfeito, e os dirigentes catalães já prometeram mais uma vez protestar.

"O Barcelona apresentará um recurso ao Comitê de Apelação pela sanção de duas partidas imposta a Suárez pelo juiz de competição", garantiu o Barcelona em nota. "O argumento de apelação se baseia em que em nenhum momento o jogador do clube acerta o jogador rival 'de forma temerária', tal como expressa a súmula arbitral."

 

Depois de receber o cartão amarelo minutos antes, Suárez foi expulso nos acréscimos do segundo tempo no empate por 1 a 1 no Camp Nou. Após um chute para o ataque da defesa, o jogador acertou o braço no rosto de Koke.

 

Na súmula, o árbitro Jesús Gil Manzano considerou que Suárez usou o braço "de forma temerária". Ele também indicou que "uma vez expulso, (o atacante) atrasou sua saída de campo de forma considerável" e ainda disse que o uruguaio ignorou a ordem de se dirigir para os vestiários ao ficar no túnel para acompanhar os minutos derradeiros da partida.

 

Foi justamente este último argumento o utilizado pelo Comitê de Competição da RFEF para suspender Suárez por dois jogos. O artigo 113.2 do Código Disciplinar do futebol espanhol diz que um jogador expulso deve se encaminhar imediatamente para os vestiários.

 

Se for mantida a punição a Suárez, o Barcelona não poderá contar com o atacante e o meia Sergi Roberto, também expulso diante do Atlético de Madrid, na decisão da Copa do Rei. A equipe terá pela frente o surpreendente Alavés na partida do dia 27 de maio, ainda com sede a ser definida.

 

Por outro lado, o Barcelona conseguiu cancelar o cartão amarelo aplicado a Sergio Busquets também na reta final da partida. No lance em questão, o jogador chutou a bola para fora de campo após uma marcação da arbitragem. O Comitê de Competição da RFEF entendeu que o protesto do clube era legítimo porque havia outra bola no gramado quando o volante catalão tomou tal atitude.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.