Sub-20 deixa Parreira entusiasmado

"A bela conquista da seleção sub-20 é uma prova da hegemonia total, plena e absoluta do futebol brasileiro neste início de século." Foi o que declarou Carlos Alberto Parreira, o técnico da seleção principal, logo após o término da partida em que o Brasil derrotou a Espanha por 1 a 0 e se sagrou campeão do Mundial Sub-20. "Se aliarmos a qualidade individual de nossos jogadores com aplicação tática, somos imbatíveis", prosseguiu.Para o treinador, os títulos do Mundial no Japão, em 2002, do Mundial Sub-17, na Finlândia, este ano, e o de agora, o do Mundial Sub-20, significam que o País continua como o principal "celeiro" de grandes jogadores. "Podem ir embora um, dois ou três; logo surgem um, dois ou três novos craques. Foram três conquistas seguidas nos três torneios oficiais mais importantes da Fifa nos últimos meses. Falar o que mais?" Ele assistiu ao jogo de casa e destacou a equipe, como um todo, enaltecendo o trabalho da comissão técnica dirigida por Marcos Paquetá.Embora relutasse em fazer comentários sobre a atuação individual dos atletas, ressaltou a regularidade de Dudu Cearense durante a competição. "Não foi por acaso que ele esteve na nossa seleção que disputou a Copa das Confederações, no México, no meio do ano. Foi o mais eficiente do Mundial." Naquela oportunidade, o meia do Vitória não chegou a atuar em nenhuma partida.Parreira disse ainda que a seleção sofreu no início da competição por causa do curto período de treinamento. E que deslanchou com a seqüência de jogos, "como já era de se esperar". Ele comentou que conhece bem o futebol de Daniel Carvalho. "Eu o levei para o time principal do Inter em 2001, é muito bom." Citou também o zagueiro Alcides, do Schalke 04, como um jogador de personalidade e valorizado na Alemanha. "O Kléber é titular do São Paulo; o Adriano vem muito bem no Coritiba. Se for mencionar todos, vou ter de fazer uma referência elogiosa a cada um. É uma seleção de excelente nível." AMISTOSO - Parreira só vai convocar a seleção principal no início de fevereiro, para o próximo jogo da equipe, dia 18 de fevereiro, contra Alemanha ou Holanda, na Europa. Depois, o grupo só se reúne para enfrentar o Paraguai, em 30 de março, em Assunção, pelas eliminatórias do Mundial de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.