Sub-23: CBF espera decisão do Vasco

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não vai se pronunciar até receber comunicado formal do Vasco sobre a não-liberação de Souza e Léo Lima, convocados para a seleção sub-23. O presidente do Vasco, Eurico Miranda, disse que o clube se insurgiria contra a CBF e faria o possível para impedir que os dois jogadores se apresentassem ao técnico Ricardo Gomes. Para Eurico, a CBF tem de começar a pensar em dar uma compensação financeira aos clubes que tenham atletas convocados para qualquer de suas seleções. "A CBF cobra US$ 800 mil para cada amistoso da seleção, tira os jogadores do clube e não repassa nada. Isso está errado. Quem paga o salário dos atletas são os clubes", protestou Eurico. "Não interessa se é sub-23, sub-20, sub-17; a CBF tem que pagar aos clubes." A seleção sub-23 vai participar de um torneio não-oficial no Qatar, em janeiro. Durante o período de convocação para a seleção brasileira, válido para todas as categorias, o atleta perde a condição de jogo se não for liberado oficialmente pela CBF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.