Sub-23: Ricardo Gomes desconhece rivais

Além da dificuldade em convocar a seleção brasileira sub-23 para o Torneio Pré-Olímpico do Chile, o técnico Ricardo Gomes ainda enfrenta um outro problema: o quase total desconhecimento dos adversários na competição. Nem mesmo os recursos e a infra-estrutura da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foram capazes de dar ao treinador informações básicas sobre as equipes que disputarão com o Brasil as duas vagas para as Olimpíadas de Atenas."Por sorte, a Venezuela fez dois amistosos aqui no Brasil e pude observá-los", festejou o técnico da seleção sub-23 ao comentar sobre o adversário de estréia da equipe, no dia 7. "É uma equipe bem equilibrada. Com quatro ou cinco bons jogadores, sendo que dois atuam no futebol argentino." E foi somente esta análise que Gomes conseguiu fazer. Sobre os demais adversários da primeira fase do grupo A, o Paraguai, no dia 9; o Uruguai, no dia 11; e o Chile, no dia 15, o técnico da seleção sub-23 confessou ter total desconhecimento. Assim como das outras seleções que estão no grupo B: Argentina, Bolívia, Colômbia, Peru e Equador.O supervisor técnico de seleções, Américo Faria, explicou que o fato de seleções sub-23 se formarem somente de quatro em quatro anos é o principal empecilho para a coleta de informações e a realização de observações sobre esse times. Desta maneira, hoje, tanto o dirigente quanto o Gomes consideraram ser mais fácil a análise de seleções sub-20, que estão se reunindo de dois em dois anos."Apesar de não termos informações antecipadas sobre as seleções que iremos enfrentar, já montamos um esquema que dará todo o suporte necessário para o Ricardo (Gomes) conhecer previamente nossos adversários", frisou o supervisor técnico. "Vamos colocar observadores em todos os jogos para conseguirmos informações." Na disputa pelas duas vagas à Atenas estarão dez seleções. Divididas em dois grupos. Na etapa inicial, os dois melhores de cada chave se classificarão automaticamente para o quadrangular final. Os segundos e terceiros colocados se enfrentam em uma única partida (2º do A x 3º do B e 2º do B x 3º do A) e os vencedores continuarão na disputa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.