Fred Magno/ Light Press/ Cruzeiro
Fred Magno/ Light Press/ Cruzeiro

Substituto de Mano, auxiliar exalta dedicação de time misto do Cruzeiro

No domingo, equipe bateu o Vitória por 1 a 0

O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2016 | 08h36

Com a cabeça no duelo de quarta-feira contra o Grêmio pela semifinal da Copa do Brasil, o Cruzeiro foi a campo com um time misto para enfrentar o Vitória no domingo, vencendo por 1 a 0. Até no banco de reservas o treinador não era o titular. Com Mano Menezes suspenso, o auxiliar técnico Sidnei Lobo treinou o time e gostou do que viu.

"A maioria deste grupo que atuou hoje (domingo) geralmente não está titular, mas são jogadores de potencial, que têm feito um grande trabalho comigo no dia a dia, justamente para que eles possam ter condições de enfrentarem um jogo intenso como este contra o Vitória. Eles deixaram a todos nós da comissão muito satisfeitos e felizes pelo empenho e dedicação. É uma vitória que premia todo o grupo", destacou o auxiliar.

O único gol do jogo foi marcado por Ariel Cabral, que levou o Cruzeiro aos 41 pontos, no 13.º lugar, a seis da zona de rebaixamento. Ainda que o foco esteja no título da Copa do Brasil, os reservas ajudaram a equipe a afastar o fantasma da degola.

"Depois do jogo da Copa do Brasil, contra o Corinthians, vimos que a equipe lutou até o final e foi assim em outras partidas anteriores. Quando se forma um grupo forte, de atletas profissionais de alto nível, você fica tranquilo quando os coloca em campo. A motivação, só de defender o Cruzeiro, que é um clube de potencial enorme, em nível mundial, já é uma satisfação enorme. Eles aproveitaram muito bem a chance que tiveram. É um prêmio para todos nós", acrescentou Lobo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.