Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Substituto de Muricy, Milton Cruz vê o São Paulo no caminho certo

Apesar das falhas na derrota para o Flamengo no triangular, interino acredita que o time tricolor retorna de Manaus com um saldo positivo

O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2015 | 06h50

O rendimento do São Paulo na derrota para o Flamengo foi fraco, mas, para Milton Cruz, que ocupou o lugar do técnico Muricy Ramalho, internado desde quinta-feira com um quadro de diverticulite, nos dois jogos da equipe no triangular Super Series, disputado em Manaus, não há motivo para tanta preocupação.

O coordenador técnico vê o time no caminho certo na preparação e culpa o curto espaço de recuperação entre uma partida e outra para justificar o desempenho ruim no domingo. O São Paulo havia jogado contra o Vasco na sexta-feira, quando venceu por 2 a 1.

"Lógico que ninguém quer perder, mas jogar quarta e domingo é diferente de sexta e domingo. Sentimos o cansaço no fim do jogo, mas temos que enaltecer o time. Se tivéssemos mais tempo para recuperar os jogadores, acredito que seria diferente", afirmou Milton Cruz em entrevista ao site oficial do clube.

"Tiramos muitas coisas positivas desse torneio em Manaus, porque mostramos que estamos no caminho certo. O saldo foi positivo", completou.

Apesar do discurso otimista, o São Paulo apresentou falhas defensivas e problemas na criação de jogadas que terão de ser corrigidas para que o time possa ter um desempenho satisfatório na estreia do Campeonato Paulista, domingo, diante da Penapolense, fora de casa.

Sem Rafael Toloi, suspenso, o setor defensivo cometeu muitos erros de posicionamento contra o Flamengo e escancarou que, de fato, o time necessitava de um zagueiro para atuar pelo lado esquerdo, como pediu Muricy Ramalho. Lucão, por enquanto, não tem condições de ser titular e Edson Silva é muito lento.

No setor de criação, o São Paulo terá de contar sempre com Paulo Henrique Ganso inspirado. No domingo, na derrota por 1 a 0, o jogador esteve apagado e, com isso, o time sentiu muita dificuldade para criar situações de gol.

Se for liberado pelos médicos para voltar ao trabalho, Muricy terá uma tarefa árdua pela frente nesta semana para solucionar os problemas da equipe e começar o ano com uma vitória na primeira partida oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCfutebolMilton Cruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.