Suíça faz 2 a 0 em Togo e fica a um empate das oitavas

A Suíça derrotou Togo por 1 a 0, nesta segunda-feira, e assumiu a liderança do Grupo G, com 4 pontos e um gol a mais de saldo que a Coréia do Sul - 2 a 1. Para chegar às oitavas-de-final, a equipe joga por um empate simples contra os coreanos na última rodada, sexta-feira, em Hannover. Mas terá de vencer para ficar em primeiro lugar sem depender do resultado de França x Togo, em Colônia. A seleção africana foi eliminado.Já a França, que não passou de 1 a 1 com a Coréia neste domingo, em Leipzig, também precisa vencer, e por dois gols de diferença, para se classificar sem depender do resultado da outra partida.A seleção de Togo, que chegou a ameaçar não entrar em campo nos últimos dias, por causa de discussões financeiras com a Federação Togolesa de Futebol, reclamou de ter sido prejudicada pelo árbitro Carlos Amarilla, que não marcou dois pênaltis cometidos pelo zagueiro Mueller sobre o atacante Adebayor, ambos no primeiro tempo.O jogo foi bastante movimentado, e a Suíça, que era mais consciente, abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, com o atacante Frei. As duas equipes perderam muitas chances de movimentar mais o placar.O cenário se repetiu na segunda etapa, já que o resultado de 1 a 0 eliminava Togo, mas deixava a Suíça atrás da Coréia, na dependência de uma vitória na última rodada. O técnico suíço, Koebi Kuhn, chegou a abrir o tradicional "ferrolho" com a entrada de um terceiro atacante, Streller, no lugar do meia Cabanas, e foi premiado a dois minutos do fim: após boa jogada pela esquerda, Barnetta bateu forte da entrada da área e garantiu a vantagem suíça na rodada decisiva.Ficha técnica:Togo 0 x 2 SuíçaTogo - Agassa; Tchangai, Nibombe, Toure e Aghbo (Salifou); Dossevi (Senaya), Maman (Malm), Romao e Forson; Kader e Adebayor. Técnico: Otto Pfister.Suíça - Zuberbuehler; Magnin, Senderos, Mueller e Philipp Degen; Wicky, Vogel, Cabanas (Streller) e Barnetta; Frei (Lustrinelli) e Gygax (Hakan Yakin). Técnico: Koebi Kuhn.Gol: Frei, aos 15 minutos do primeiro tempo, e Barnetta, aos 43 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos: Salifou, Adebayor, Romao e Vogel.Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai).Local: Westfalenstadion, em Dortmund.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.