Suíça pune Sion para evitar suspensão da Fifa

A Associação Suíça de Futebol puniu nesta sexta-feira o Sion para evitar que fosse suspensa pela Fifa. A entidade retirou 36 pontos do clube no Campeonato Suíço por conta de uma longa e controversa polêmica sobre a utilização de jogadores irregulares.

AE, Agência Estado

30 de dezembro de 2011 | 12h37

A associação disse que sua decisão de penalizar o Sion em três pontos por partida em que utilizou atletas irregulares foi uma resposta à ameaça da Fifa de impedir que os clubes suíços, incluindo o Basel, e a seleção nacional disputassem partidas internacionais. O Basel vai enfrentar o Bayern de Munique no dia 22 de fevereiro na primeira partida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

A Fifa tinha dado o prazo até 14 de janeiro de 2012 para a Associação Suíça de Futebol punir o Sion por conta de uma polêmica iniciada em 2009, quando a entidade mundial proibiu o clube de realizar contratações por um ano após a contratação irregular do goleiro Essam El-Hadary.

O Sion, porém, ignorou o embargo e contratou seis jogadores. O clube contesta a decisão da Fifa em várias instâncias jurídicas. Ao ser excluído da Liga Europa pela Uefa, o clube levou o caso para a justiça comum. "A Associação Suíça de Futebol pediu hoje para a Fifa confirmar que agora a suspensão não vai entrar em vigor", disse a entidade, em um comunicado oficial. "A resposta da Fifa ainda está sendo aguardada".

A Fifa disse em um comunicado que tomou conhecimento da ação na Suíça e vai analisá-la em uma reunião no início de janeiro. A Associação Suíça de Futebol explicou que o Sion está com menos cinco pontos no torneio nacional, mas vai seguir na competição. A perda de pontos pode ser contestada na Corte Arbitral do Esporte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.