Suíça vence, se classifica e elimina a Coréia do Sul

A Suíça se classificou para as oitavas-de-final da Copa do Mundo ao vencer a Coréia do Sul por 2 a 0 nesta sexta-feira, em Hannover, pela terceira rodada do Grupo G. Quem gostou do resultado foi a França, que venceu Togo e ficou com a outra vaga da chave.Com a vitória, a Suíça terminou a primeira fase na primeira posição na chave, com sete pontos, e agora enfrenta a Ucrânia na próxima fase, na segunda-feira, em Colônia. Em sua última Copa, em 1994, os suíços também haviam chegado às oitavas. De quebra, o goleiro suíço Pascal Zuberbuehler foi o único a não tomar gol até este ponto do Mundial.A Coréia do Sul terminou em terceiro no grupo, com quatro pontos, e deixou escapar a chance de chegar pela segunda vez seguida numa segunda fase de Copa do Mundo. A França ficou em segundo, com seis pontos.Disposta a não ter problemas para garantir a vaga nas oitavas, a Suíça marcou aos 23 minutos. Barnetta cobrou falta levantando na área, Senderos subiu no meio dos marcadores e cabeceou firme para abrir o placar.O detalhe do lance ficou por conta da contusão dupla de Senderos e de Choi Jin-Cheul, que bateram cabeças e tiveram que ser atendidos fora de campo. Os dois retornaram, mas o coreano teve que fazer um curativo para reter o sangramento.Depois de muito equilíbrio na primeira etapa, a Coréia do Sul apertou e teve boas chances de empatar antes do intervalo. Aos 45, Lee Chung-Soo, destaque do time até o momento, ajeitou na entrada da área e chutou forte para boa defesa do goleiro Zuberbuehler.Autor do gol que dava a vitória parcial para a Suíça, o zagueiro Senderos estava mesmo propício a se machucar. Numa dividida com dois coreanos, o suíço machucou o braço direito e deixou o campo, indo direto para o vestiário.Antes da metade do segundo tempo, a França abriu 2 a 0 sobre Togo. O resultado eliminava a Coréia do Sul, que teve que ir para cima, em busca pelo menos do empate. A Suíça passou a jogar ainda mais no contra-ataque e quase marcou o segundo aos 18 minutos. Cabanas lançou na área para Frei, que chutou forte e acertou a trave do goleiro Lee Woon-Jae.O golpe de misericórdia suíço veio aos 33. O zagueiro coreano fez um belo passe para Frei, que aproveitou a bobeada, driblou o goleiro Lee Woon-Jae e tocou para o gol vazio.Reclamando de impedimento no segundo gol suíço, os coreanos tentavam pelo menos diminuir a desvantagem no placar. Aos 38, depois do bate-rebate, Kim Jin-kyu recebeu na pequena área, bateu forte, mas acertou o travessão. Depois disto, decepcionada pela eliminação de que se aproximava, a seleção coreana não teve mais forças para ameaçar e a Suíça, satisfeita com o placar, apenas tocou a bola até o final do jogo.Ficha técnica Suíça 2 x 0 Coréia do SulSuíça - Zuberbuehler; Spycher, Senderos (Djourou), Mueller e Degen; Wicky (Behrami), Vogel, Cabanas e Barnetta; Frei e Yakin (Margairaz). Técnico - Koebi Kuhn.Coréia do Sul - Lee Woon-jae; Lee Young-pyo (Ahn Jung-hwan), Choi Jin-cheul, Kim Jin-kyu e Kim Dong-jin; Lee Ho, Park Ji-sung e Kim Nam-il; Lee Chun-soo, Cho Jae-jin e Park Chu-Young (Seol Ki-hyeon). Técnico - Dick Advocaat.Gols - Senderos, aos 23 minutos do primeiro tempo. Frei, aos 33 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Park Chu-Young, Kim Jin-kyu, Choi Jin-Cheul, Lee Chun-Soo, Senderos, Wicky e Djourou.Árbitro - Horácio Elizondo (Argentina).Local - Niedersachenstadion, em Hannover.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.