Suíço organiza jogo visando ajuda às favelas brasileiras

Partida conta com ex-jogadores do Olympique de Marselha e estrelas, como Zinedine Zidane

EFE

07 de abril de 2008 | 16h44

O meia suíço Fabio Celestini, do Getafe, organizará no dia 21 de abril, em Genebra, uma partida beneficente cuja renda será em parte revertida para projetos sociais nas favelas brasileiras.A partida será disputada entre ex-jogadores da equipe francesa do Olympique de Marselha e um combinado de amigos do atleta suíço. O jogo contará com nomes históricos do futebol mundial, como Zinedine Zidane, Eric Cantona, Jean-Pierre Papin, Michael Laudrup, Sonny Anderson, Bernd Schuster e Raúl González.A iniciativa nasceu graças a Celestini, que criou a Fundação 442, que tem como objetivo promover ações para destacar a importância do futebol como elemento de integração social entre jovens do mundo todo.O meia afirmou que o dinheiro arrecadado na partida será utilizado em três frentes: o apoio ao clube suíço Renens, onde surgiu para o futebol, e que necessita de um gramado artificial; o envio de material a Cuba, onde serão construídas escolinhas de futebol, e a realização de projetos sociais nas favelas brasileiras.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.