Suíços dizem que relatório pode prejudicar investigação da Fifa

Procuradores da Suíça afirmaram nesta sexta-feira que o relatório divulgado pela Federação Alemã de Futebol pode prejudicar a investigação das suspeitas de corrupção na Fifa. Para as autoridades suíças, o documento deve ajudar suspeitos e eventuais cúmplices dos casos.

Estadão Conteúdo

04 de março de 2016 | 14h38

A Procuradoria suíça se refere ao relatório de 380 páginas que a Federação Alemã divulgou nesta sexta. O documento seria o resultado de uma suposta investigação independente sobre as suspeitas de pagamento de propina para a Alemanha vencer a disputa para sediar a Copa do Mundo de 2006.

"A publicação de um relatório como esse aumentar o risco de conspiração", afirmou um dos procuradores. Ele disse ainda que "lamenta profundamente" a divulgação do documento. As autoridades da Suíça investigam principalmente um pagamento de 6,7 milhões de euros feito pela Federação à Fifa, em 2005.

As suspeitas recaem sobre Franz Beckenbauer, chefe da candidatura alemã naquela disputa. O ídolo do futebol alemão é suspeito de corrupção. Em outubro do ano passado, a revista Der Spiegel publicou denúncia de que a candidatura da Alemanha contava com uma "caixa-preta" com a qual teria comprado votos de integrantes do Comitê Executivo da Fifa naquela disputa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.