Sul-africanos mostram-se arrasados após nova derrota

A seleção da África do Sul voltou a jogar bem, mas perdeu para a Espanha, na prorrogação, em jogo que decidiu o terceiro lugar da Copa das Confederações. Após a partida, o clima no vestiário dos donos da casa era de desolação - na quinta-feira, eles também tiveram boa atuação, mas perderam para o Brasil na semifinal.

AE, Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 15h03

"Estamos arrasados, tivemos muitas chances de vencer a partida, mas permitimos a reação deles. Trabalhamos muito duro e foi um jogo dificílimo. Sabíamos que havia uma chance de vencer e lutamos até o fim. Esse torneio foi uma boa experiência para nós, sobretudo para os mais jovens", disse o goleiro Itumeleng Khune.

O atacante Siphiwe Tshabalala fez questão de elogiar o desempenho da equipe, mas também lamentou a forma como aconteceu o resultado - os sul-africanos saíram na frente, levaram dois gols em dois minutos e empataram no lance final do segundo tempo. Na prorrogações, Xabi Alonso marcou de falta e deu a vitória aos europeus.

"Fizemos um trabalho muito bom contra uma grande equipe, mas estamos muito decepcionados porque não conseguimos vencer. Demos uma chance para que eles reagissem, e temos de melhorar muito até a Copa do Mundo", disse Tshabalala.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.