Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Sul-Americana: Botafogo usa reservas e só empata em 1 a 1 com Santa Fé

Após resultado no Rio, equipe brasileira vai decidir na Colômbia a vaga para as quartas

Demétrio Vecchioli, Agência Estado

29 de setembro de 2011 | 23h29

SÃO PAULO - Pensando no título brasileiro, o Botafogo decidiu preterir a Copa Sul-Americana. Nesta quinta-feira, decidiu mandar a campo um time misto no Engenhão para enfrentar o Santa Fé e pagou caro pela decisão. Com uma atuação que só melhorou depois das entradas de Elkeson e Caio, na segunda etapa, apenas empatou com os colombianos em 1 a 1, no jogo de ida das oitavas de final da competição. Ao apito final, vaias da torcida carioca.

A partida de volta acontece no próximo dia 25 de outubro, na Colômbia. No final de semana antes, pelo Brasileirão, o Botafogo visita o Avaí. No seguinte, recebe o Cruzeiro. Como levou um gol em casa, precisa de uma vitória ou de um empate com dois ou mais gols. O Santa Fé vai jogar pelo 0 a 0. Quem passar pega o vencedor de Universidad Católica e Vélez Sarsfield, que se enfrentam nos dias 5 (no Chile) e 20 (na Argentina) de outubro.

O jogo desta quinta-feira mostrou um ponto negativo preocupante para a busca do Botafogo pelo título brasileiro. Boa parte dos reservas que participaram da partida desta noite foram vaiados pela torcida, deixando claro que a equipe terá dificuldades caso perca alguns de seus titulares no restante do Brasileirão. Márcio Azevedo e Felipe Menezes, por exemplo, foram bastante hostilizados no Engenhão.

No primeiro tempo ficaram claras as deficiências da equipe. Só com Antônio Carlos e Loco Abreu, dentre os titulares do Brasileirão, começando o jogo contra o Santa Fé, o Botafogo foi facilmente dominado. Logo com 8 minutos, viu os visitantes abrirem o placar. Após boa troca de passes, Bernal tocou para Pérez só empurrar para as redes.

Apesar de todo voluntarismo de Loco Abreu, o Botafogo frustrava a torcida, que pegava no pé de metade do time. Com a derrota no placar e o futebol feio, Caio Júnior teve que mexer no time. Já no intervalo, trocou Márcio Azevedo por Elkeson (que nem estava nos planos para o jogo). O meia, que ficou no banco da seleção em Belém, mudou a cara da partida no Engenhão. Depois, entrou também Caio, na vaga de Felipe Menezes.

Quatro minutos após entrar em campo, Caio marcou. Recebeu lindo passe de Elkeson, saiu na cara do goleiro e encobriu Vargas com uma linda cavadinha. Nos minutos finais, pressionou mais, buscou a vitória, mas se contentou mesmo com o empate. No domingo, pelo Brasileiro, a equipe visita o Atlético-GO no Serra Dourada, pela 27.ª rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 X 1 SANTA FÉ

Botafogo - Renan; Alessandro, Antônio Carlos, Gustavo e Márcio Azevedo (Elkeson); Lucas Zen, Somália, Éverton e Felipe Menezes (Caio); Alex (Thiago Galhardo) e Loco Abreu. Técnico - Caio Júnior

Santa Fé - Vargas; Bernal (Quintero), Centurión, Meza e Acosta; David Roa, Anchico (Rodas), Copete e Bedoya; Omar Pérez e Galván (Vélez). Técnico - Wilson Gutierrez

Gols - Pérez, aos 8 minutos do primeiro tempo. Caio, aos 21 minutos do segundo tempo

Árbitro - Enrique Osses (Chile)

Cartões amarelos - Bedoya, Caio, Márcio Azevedo e Alex

Local - Estádio do Engenhão, no Rio

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoCopa Sul-Americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.