Sul-americanos vão debater extensão de veto à altitude da Fifa

A Confederação Sul-Americana deFutebol vai avaliar no começo de abril a recomendação da Fifapara que o veto a jogos na altitude seja ampliado paracompetições continentais, disse nesta sexta-feira o presidenteda Conmebol. A Fifa ratificou recentemente uma resolução que proíbe arealização de partidas acima de 2.750 metros de altitude sem umperíodo prévio de aclimatação. Cidades de Bolívia, Colômbia, México, Equador e Peru foramafetadas pela decisão. O presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, disse que esteassunto e a sugestão para que o veto também seja aplicado emcampeonatos regionais serão avaliados durante encontro docomitê executivo da entidade, na próxima semana, em Assunção. "Vai haver uma reunião entre os presidentes das 10federações (da América do Sul) e vamos analisar", disse Leoz,após encontro com o presidente do Paraguai, Nicanor DuarteFrutos, na residência presidencial. Duarte conversou dias atrás com o presidente boliviano, EvoMorales, que lidera uma campanha contra o veto imposto pelaFifa. O presidente paraguaio apoiou seu colega e comprometeu-sea negociar com dirigentes da região para reforçar o apelo danação andina, segundo disseram funcionários A Conmebol pediu meses atrás à Fifa que reconsiderasse amedida, mas a entidade não mudou de opinião. (Reportagem de Daniela Desantis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.