Sumido em Barueri, Kleber reclama de atuação do árbitro

Nesta quinta-feira o atacante Kleber reencontrou a torcida do Palmeiras, agora como jogador gremista, e praticamente não pegou na bola no empate em 1 a 1 na Arena Barueri, pela semifinal da Copa do Brasil. E, depois do jogo, com seu Grêmio eliminado, reclamou da atuação do árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 23h31

"O árbitro parou o jogo todo. O Palmeiras é um time de marcação, o juiz parou o jogo todo e o Grêmio não conseguiu jogar", analisou o jogador, que só teve uma chance de marcar, no fim do primeiro tempo. Foi desarmado por Artur e, depois, não voltou a aparecer. A torcida, porém, não deixou de pegar no seu pé.

Já o zagueiro Werley preferiu reclamar da forma de atuar do time do Palmeiras, que, nesta quinta, atacou muito mais do que na partida de ida, no Olímpico. "Jogamos contra um time covarde, que só jogou para defender. Lutamos. Agora é buscar o título no Brasileiro", comentou o defensor.

Capitão gremista, o experiente Gilberto Silva ressaltou a garra dos gremistas. "Temos que levar esse espírito de luta daqui para frente", disse o jogador, já pensando no Brasileirão, competição na qual o Grêmio ocupa o quinto lugar e, pela qual, joga contra o Flamengo, domingo, no Olímpico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.