José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

‘Sumido’, Luis Fabiano deve voltar domingo contra o Mogi Mirim

Fora do noticiário há 20 dias, atacante tem chance de jogar pelo Campeonato Paulista

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

20 de abril de 2013 | 08h21

SÃO PAULO - Se Ney Franco não mudar de ideia, Luis Fabiano estará em campo contra o Mogi Mirim amanhã e romperá um silêncio que já dura 20 dias. Desde a lesão na panturrilha direita sofrida no clássico contra o Corinthians, no dia 31, o atacante “sumiu” do noticiário e tem trabalhado sem dar declarações para a imprensa. A estratégia serviu para tirá-lo do foco durante a disputa da primeira fase da Taça Libertadores; suspenso por quatro partidas, ele virou alvo de protestos por mais uma vez desfalcar a equipe em momentos decisivos.

O receio de ser apontado como vilão de uma eventual eliminação na primeira fase deixou o atacante atordoado. Luis Fabiano temia uma repetição do filme de 2004, quando foi hostilizado após a derrota para o Once Caldas e deixou o Morumbi pela porta dos fundos sob a pecha de “pipoqueiro”. Foi justamente por isso que ele deixou de comemorar os gols em algumas partidas e disse que o torcedor deveria se lembrar de que ele deixou de aceitar uma proposta bem mais vantajosa do Corinthians para voltar a jogar no Morumbi.

Mas a classificação para as oitavas de final tirou enorme peso das suas costas e o que era preocupação se transformou em otimismo. Luis Fabiano acredita que conseguirá reconquistar a parte da torcida que o criticou e espera começar já no domingo contra o Mogi Mirim. Os números do jogador no ano impressionam: em 16 jogos, ele fez12 gols e ainda é o artilheiro isolado da equipe no Campeonato Paulista (com oito) e da temporada.

Fisicamente o atacante está bem e, apesar da lesão na panturrilha, vive uma temporada sem muitos problemas físicos, ao contrário do ano passado. Ele também mantém o espírito brincalhão que costuma agitar os treinos. “O Luis está tranquilo. Ficamos chateados de ter um jogador do nível dele fora, mas felizmente ele está de volta”, comemorou o zagueiro Edson Silva.

Mesmo fora de combate, o goleador não deixou de orientar os companheiros e passou dicas de como ser tão letal quanto ele na área. “Conversei demais com o Luis nesses dias. Com certeza esse gol que marquei contra o Atlético tem uma parcela dele também”, elogiou Ademilson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.