Rodrigo Coca/Corinthians - Cesar Greco/Palmeiras - Ivan Storti/Santos e Rubens Chiri/São Paulo
Rodrigo Coca/Corinthians - Cesar Greco/Palmeiras - Ivan Storti/Santos e Rubens Chiri/São Paulo

Superquarta tem Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo em ação pelo Brasileirão

Jogo da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo coloca os quatro grandes do Estado em campo no mesmo dia

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2021 | 05h00

A partida da seleção brasileira diante da Colômbia, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, na quinta-feira, coloca em campo no mesmo dia os quatro grandes do Estado pelo Brasileirão. A superquarta terá Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo em ação pela 31ª rodada. Os objetivos são distintos.

No Mineirão, o Corinthians enfrenta o líder Atlético-MG, às 19h. A equipe do técnico Sylvinho mira entrar no G-4, o grupo que garante vaga direita na Libertadores do próximo ano. São apenas dois pontos de distância para o Red Bull Bragantino. A tarefa não será fácil. Além da qualidade do adversário, o time alvinegro, que vem de duas vitórias seguidas na Neo Química Arena (Chapecoense e Fortaleza), não vence fora de casa pelo Brasileirão desde o dia 28 de agosto. "É um adversário difícil, complicado, de muita qualidade técnica e que está lá na frente da tabela", resumiu o treinador.

O Santos entra em campo no mesmo horário, na Vila Belmiro, para encarar o Bragantino. A derrota no clássico para o Palmeiras no domingo manteve o time do técnico Fábio Carille ameaçado pelo rebaixamento. A equipe alvinegra tem cinco pontos de vantagem para o Sport, o primeiro integrante da zona da degola. O clube de Bragança Paulista quer se manter no G-4. A vitória santista vai colocar a Chapecoense matematicamente na Série B.

"A gente não trabalha com número de pontos porque não temos o número ideal. Cada rodada isso muda. Vamos falar de 47, que está totalmente livre, mas sei que de 2014 para cá, com 44, ninguém caiu. Então é muito difícil. A gente tem de pensar no próximo jogo e somar pontos para ir subindo", afirmou Fábio Carille.

Algoz do Santos, o Palmeiras recebe o Atlético-GO, às 20h30, no Allianz Parque, com o pensamento de seguir vencendo os jogos e, quem sabe, se aproveitar de um tropeço do Atlético-MG. A diferença para o líder é de 10 pontos. O momento não poderia ser melhor para o time do técnico Abel Ferreira, às vésperas da final da Libertadores contra o Flamengo, no dia 27 deste mês, no estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai). A equipe alviverde venceu os últimos cinco jogos e com bom futebol, o que encheu de esperança o torcedor.

"Temos muito para crescer, todos sabem que é preciso continuar com o pé no acelerador. Quando se ganha, temos de estar mais alertas. O foco é nos nossos objetivos. Encaramos cada jogo como uma final", resumiu o português.

A superquarta se encerra com o São Paulo. A equipe do técnico Rogério Ceni visita o Fortaleza, às 21h30, no Castelão. O time do Morumbi continua mais próximo da zona de rebaixamento (sete pontos) do que do grupo de classificação para a próxima Libertadores (10). A oscilação tem sido o fator principal para o clube tricolor não conseguir decidir qual é o seu real objetivo no Brasileirão. Há uma chance enorme de ficar no meio do caminho, com uma vaga apenas na sul-americana.

“Precisamos trabalhar, evoluir e melhorar, o que dificulta é esta sequência de jogos difíceis que temos pela frente”, afirmou Rogério Ceni, que vai reencontrar o torcedor do Fortaleza após deixar o clube para treinar o Flamengo, em novembro do ano passado. O público nos estádios só foi liberado recentemente por causa da pandemia do novo coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.