Mowa Press
Mowa Press

Superando Pelé, Marta comemora cinco gols em massacre da seleção

Atacante alcança 98 gols pelo Brasil, contra 95 do Rei do Futebol

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 08h53

Marta voltou a brilhar com a camisa da seleção brasileira na noite desta quarta-feira. A atacante marcou nada menos que cinco dos 11 gols da equipe no massacre sobre Trinidad e Tobago, na Arena das Dunas, em Natal, no amistoso Torneio Internacional de Futebol Feminino. Com a grande performance, ela superou ninguém menos que Pelé. Marta alcançou os 98 gols com a camisa da seleção, contra 95 do Rei do Futebol.

"Estou feliz pelos gols, pelo recorde", disse a atacante, em entrevista à TV Bandeirantes. "A gente sabe da fragilidade do adversário, mas do jeito que ganhamos, demonstramos o respeito a nossas adversárias e o primeiro jogo é importante, saldo de gols também. Então tentamos fazer o maior numero de gols."

Com o placar contundente de 11 a 0, o Brasil estreou com ampla vantagem no quadrangular amistoso. O saldo de gols pode ser decisivo para definir o campeão do torneio, que tem ainda o México e o Canadá. Nesta mesma quarta, as mexicanas bateram as canadenses por 3 a 0. As vencedoras vão enfrentar as brasileiras neste domingo, às 17 horas, novamente na Arena das Dunas.

Nesta quarta, a seleção brasileira entrou em campo com Bárbara; Poliana, Mônica, Rafaelle e Tamires; Thaisa, Andressinha e Marta; Beatriz Zaneratto, Gabi Zanotti e Debinha. O técnico Vadão aproveitou a partida para fazer novos testes na equipe e, ao longo do amistoso, deu chances a Letícia Izidoro, Rilany, Juliete, Maurine, Raquel e Thais. Para este torneio, o treinador não pode contar com Érika e Cristiane, que não foram liberadas pelo Paris Saint-Germain.

Mesmo sem a dupla, a seleção não teve qualquer dificuldade para superar a frágil equipe de Trinidad e Tobago. Além de Marta, brilhou Beatriz Zaneratto, responsável por três gols. Também balançaram as redes Debinha, Raquel e Rilany.

"Jogamos buscando o gol sempre, porque esse é o nosso estilo dentro de campo. Mas também sabemos que fazer saldo de gol é muito importante e pode decidir o primeiro lugar do quadrangular e a vantagem na final", disse Beatriz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.