Surpreso, Tevez critica saída de Márcio

O atacante Carlitos Tevez, destaque do Corinthians na vitória sobre o Flamengo, considerou ?um equívoco? da diretoria do clube a saída do técnico Márcio Bittencourt. Ele disse, ainda no gramado do estádio Luso-Brasileiro, que ficou surpreso com a informação, recebida somente no ônibus que conduzia a delegação ao local da partida deste domingo. Para Tevez, o Corinthians corre o risco de ter sua campanha comprometida no Campeonato Brasileiro com a troca de treinador. ?Como recebo a decisão? Recebo mal. Nunca vi isso no futebol. É estranho?. O artilheiro não marcava desde 14 de agosto e quebrou jejum de oito jogos. Por isso, foi o mais assediado após a partida. Tevez não quis falar do escândalo da arbitragem, apenas classificando como ?lamentável? a denúncia do esquema de corrupção que levou à prisão o juiz Edilson Pereira de Carvalho. O assunto, para o argentino, era mesmo a despedida de Bittencourt. ?Quando o Corinthians estava atravessando uma crise, ninguém queria ficar na função (de treinador). O Márcio chegou, assumiu responsabilidades e venceu. Não entendo direito como isso pode estar ocorrendo agora?. Depois da defesa pública de Bittencourt, Tevez não perdeu a oportunidade de devolver a provocação do presidente do Flamengo, Marcio Braga, que, dois dias antes do clássico, chegou a indagar na frente de jornalistas. ?Tevez, quem é? É o árbitro do jogo??. Neste domingo, com os dois gols marcados na vitória por 3 a 1, o argentino afirmou que o dirigente rubro-negro seguiria para casa certo de que foi apresentado a Tevez. ?Ele não me conhecia, agora já me conhece?. Para a partida de domingo contra o Brasiliense, em São Paulo, o novo técnico não poderá contar com Betão, Wendell e Hugo ? os três receberam o terceiro cartão amarelo. Antes, porém, o Corinthians terá de jogar contra o River Plate, na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, em Buenos Aires. O presidente Marcio Braga recebeu com esportividade a manifestação de Tevez. Chateado com a derrota de seu time, ele reconheceu o mérito do argentino. ?Hoje eu conheci o Tevez. Realmente ele é muito bom. É um atacante que sabe fazer gol e foi o grande diferencial para o adversário?. O dirigente disse que o Flamengo, pelo volume de jogo, apresentado principalmente no primeiro tempo, poderia ter vencido o Corinthians. ?Foi um resultado injusto?. Durante o segundo tempo, quando Tevez decidiu o clássico, Marcio Braga procurou assistir ao jogo debaixo de uma laje, em área reservada à imprensa. Estava encostado em uma pilastra, como se não quisesse ser visto por ninguém e visivelmente abatido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.