Phil Noble/Reuters
Phil Noble/Reuters

Surto de covid-19 no Liverpool adia semifinal contra o Arsenal pela Copa da Liga Inglesa

Partida seria realizada nesta quinta-feira, em Londres; brasileiros Alisson e Roberto Firmino estão entre os infectados

Redação, Estadão Conteúdo

05 de janeiro de 2022 | 11h34

O surto de covid-19 nos clubes da Inglaterra continua causando problemas e desta vez foi necessário adiar uma partida. Um dia depois de ter pedido o adiamento do duelo desta quinta-feira contra o Arsenal, em Londres, pela rodada de ida das semifinais da Copa da Liga Inglesa, o Liverpool teve sucesso nesta quarta-feira com a aprovação da Liga de Futebol Inglesa (EFL, na sigla em inglês), que organiza a competição.

Assim, com uma inversão de mando de campo, a partida de ida da semifinal vai ser realizada no próximo dia 13, no estádio Anfield Road, em Liverpool, e o confronto de volta ficou para o dia 20, no Emirates Stadium, em Londres. Chelsea e Tottenham disputam a outra vaga na decisão.

O Liverpool solicitou o adiamento da partida diante do crescente número de casos positivos de covid-19 no elenco e também entre funcionários. O clube alega que alega que interrompeu os preparativos no Centro de Treinamento AXA, o que significa que a sessão de treinamento do primeiro time de terça-feira foi cancelada. O mais recente foi do auxiliar técnico Pepijn Lijnders, que comandaria a equipe contra o Arsenal, no lugar do treinador alemão Jürgen Klopp, também infectado desde a semana passada.

"O surto deixou o Liverpool sem o número suficiente de jogadores e funcionários para participar do jogo como previsto originalmente. O clube agradece à EFL e ao Arsenal pela compreensão, assim como os torcedores dos dois times", declarou o clube de Liverpool, nesta quarta-feira, em uma nota oficial, que teve que fechar o seu centro de treinamento após consulta às autoridades de saúde pública.

Os três jogadores do Liverpool com covid-19 são os brasileiros Alisson e Roberto Firmino, além do zagueiro camaronês Joel Matip. Há outros desfalques, por motivos diversos: Mohamed Salah, Sadio Mane e Naby Keita disputam a Copa Africana de Nações com suas respectivas seleções; Thiago Alcântara, Takumi Minamino, Divock Origi, Nat Phillips e Harvey Elliot estão machucados ou recuperando a forma após leões; e Andy Robertson está suspenso.

Os novos surtos de covid-19, especialmente em praticamente toda a Europa, preocupam o calendário do futebol mundial, já que neste ano a Copa do Mundo do Catar acontece em novembro, mexendo nas datas das principais ligas espalhadas pelo planeta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.