Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Suspeita de fraude sacode o futebol italiano

A promotoria pública antimáfia iniciou investigação para apurar a suspeita de ligação entre 12 clubes do futebol italiano e uma rede de apostas ilegais. Segundo a suspeita, a rede teria manipulado resultados de vários jogos válidos pela 1ª, 2ª e 3ª divisões do futebol no país. Fiscais e auditores da promotoria estiveram nesta terça-feira nas sedes de alguns clubes suspeitos - entre eles, o Siena, onde encontraram documentos e material relacionado com a investigação. Além do Siena - onde atuam os ex-palmeirenses Taddei e Junior e por onde passou o zagueiro Roque Junior - outros três clubes da 1ª Divisão figuram entre os investigados: Chievo, Lecce e Reggina. Dois outros são da 2ª Divisão - Ascoli e Piacenza e seis da 3ª: Catanzaro, Crotone, Fermana, Lumezzane, Sassari Thorres e Taranto.Entre os jogadores da 1ª divisão supostamente implicados nas apostas ilegais estariam o goleiro do Siena, Generoso Rossi, cujo contrato foi rescindido em abril deste ano; o meio-campista alemão Roberto D?Aversa e o atacante Nicola Ventola.Uma das partidas colocadas sob suspeita foi o empate sem gols entre as equipes do Lecce e Siena. Horas antes do jogo, a polícia gravou uma conversa telefônica entre o goleiro e um outro suspeito. Na conversa, o goleiro antecipava o resultado da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.