Andrew Couldridge/ Reuters
Andrew Couldridge/ Reuters

Suspeito de ligação com apostas, goleiro pede demissão após comer torta no banco

Caso com o reserva Wayne Shaw, durante a partida entre Arsenal Sutton United, virou alvo de investigação

Estadao Conteudo

21 Fevereiro 2017 | 15h26

A classificação do Arsenal para as quartas de final da Copa da Inglaterra, na última segunda-feira, ficou marcada por uma cena no banco do Sutton United, da quinta divisão nacional. Em meio à derrota por 2 a 0 para o gigante londrino, o goleiro reserva Wayne Shaw foi flagrado pelas câmeras comendo uma torta de carne no banco, ao lado de seus companheiros. O que ninguém esperava é que o acontecimento insólito pudesse virar alvo de investigação.

A empresa de apostas do jornal The Sun, a Sun Bets, foi uma das patrocinadoras do Sutton na partida de segunda-feira. Nela, havia uma aposta que pagava oito libras esterlinas para cada uma apostada caso o goleiro de 120kg, e 45 anos de idade, comesse uma torta de carne ao longo do confronto.

O caso culminou na abertura de uma investigação e pode gerar punições para o Sutton United e, principalmente, para Shaw, já que as regras do futebol local impedem que pessoas diretamente relacionadas com o esporte, como jogadores, técnicos e dirigentes, tenham envolvimento com apostas. Para tentar minimizar o prejuízo ao clube, o goleiro pediu demissão nesta terça.

"Wayne ofereceu seu pedido de demissão ao presidente do clube nesta tarde, e o pedido foi aceito", contou o técnico do Sutton, Paul Doswell, em entrevista à TV Sky News. "É um fim muito triste para uma história muito boa", lamentou.

O próprio Wayne Shaw admitiu que a decisão de comer a torta teve relação com a Sun Bets, mas negou qualquer envolvimento com apostas. Ele alegou que ficou sabendo da inusitada possibilidade de pagamento caso ele ingerisse a iguaria e que decidiu "brincar" com isso.

"Eu achei que podia brincar com eles (Sun Bets) e pensei: 'Vamos fazer!'", contou. O goleiro, no entanto, recebeu duras críticas do diretor de inteligência e execução da Comissão de Apostas da Grã-Bretanha. "A integridade do esporte não é uma piada", comentou.

Paul Doswell também lamentou as repercussões que o caso pode ter para o Sutton United. "Wayne se tornou esta superestrela global através dos seus 120kg. Ele transformou isso na chance de conseguir mais cobertura da mídia por aqui. Mas não acho que isso mostrou a nossa melhor faceta."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.