Reprodução/TV Record
Reprodução/TV Record

Suspeitos da morte de Valdiram são presos pela polícia em São Paulo

Ex-atacante do Vasco foi encontrado morto neste sábado aos 36 anos; ele lutava contra o vício em drogas e álcool

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2019 | 17h57

A Polícia prendeu neste domingo alguns suspeitos da morte do ex-jogador Valdiram, que teve passagem pelo Vasco. O ex-atleta foi encontrado morto neste sábado, na zona norte da cidade de São Paulo, aos 36 anos.

Valdiram Caetano de Morais vivia como morador de rua e tinha problemas com drogas e alcoolismo. Ele foi achado na rua Santa Eulália, na região de Santana, e seu corpo tinha sinais de agressão. Três pessoas foram detidas pela polícia durante a manhã pela Polícia Civil para serem ouvidos. Os nomes não foram divulgados.

O corpo do ex-jogador foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e, posteriormente, foi reconhecido pelos moradores de rua que conviviam com ele. Assim, foi liberado para a sua família.

Valdiram teve como principal momento da carreira a passagem pelo Vasco em 2006. Nascido em Canhotinho (PE), ele apareceu no futebol no CRB e, contratado pelo cruzmaltino, foi o principal nome da conquista da Copa do Brasil daquele ano. Depois, teve problemas disciplinares e acabou deixando o time carioca no início de 2007 após rescisão do seu contrato.

Na sequência da carreira, o atacante passou por diversos times e não conseguiu reviver os bons momentos. Ele se aposentou em 2011, e lutou contra o alcoolismo e o vício em drogas até os últimos dias da vida. O Vasco chegou a pagar uma clínica médica em fevereiro de 2018, ao descobrir que o ex-atleta vivia na rua. Ele deixou a mesma poucos meses depois, em junho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.