Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Suspensão de Derlis González abre espaço para Sasha no Santos

Sampaoli terá dois treinos para definir a formação para o duelo com o Fluminense

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

30 de abril de 2019 | 08h15

O Santos tem um desfalque certo para o duelo com Fluminense, quinta-feira, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Expulso ao fim da vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, domingo, em Porto Alegre, o atacante paraguaio Derlis González está suspenso, o que poderá abrir oportunidade para Eduardo Sasha se manter na equipe.

Na Arena do Grêmio, o técnico Jorge Sampaoli optou pela escalação de um time misto, deixando Derlis, costumeiramente titular, como opção no banco de reservas. Aos 22 minutos do segundo tempo, o treinador acionou o paraguaio. Ele entrou no lugar de Sasha, mas foi expulso pelo árbitro Bruno Arleu de Araújo após o fim do duelo. Momentos antes, havia sido advertido com o amarelo. 

De acordo com a súmula divulgada no site da CBF, Derlis recebeu o vermelho por reclamações excessivas. "Após o término da partida, fui informado pelo árbitro assistente número 01, senhor Rodrigo Correa, que o atleta supracitado expulso disse as seguintes palavras em direção ao mesmo: "Vai tomar no c*!". Convém destacar que o árbitro assistente sentiu-se ofendido com tal ofensa e informou-me imediatamente. Informo que, após a expulsão, o jogador expulso continuou protestando repetindo a ofensa citada e batendo palmas de maneira irônica quanto a decisão da arbitragem de expulsá-lo, sendo contido por seus companheiros", escreveu o árbitro. 

A função de comando do ataque do Santos costuma ficar com Derlis ou Jean Mota no Santos com Sampaoli. Assim, há chance de Sasha ser mantido na escalação para o confronto com o Fluminense, exercendo a função de "falso 9", ainda mais após marcar o seu primeiro gol na temporada em 11 jogos disputados. Além disso, quando Derlis estava na seleção paraguaia, nas Datas Fifa de março, Sasha começou jogando os dois duelos do time nesse período, ambos contra o Red Bull Brasil, pelas quartas de final do Paulistão. 

"Temos que concentrar para o próximo jogo, não importa que é em casa. Fluminense vai vir para buscar o resultado. Temos que conseguir o resultado em casa para fazer valer a vitória fora", afirmou Sasha, que só começou jogando cinco jogos em 2019. 

Mas Sampaoli também tem diversas outras opções para escalar o setor ofensivo do Santos, sendo que Rodrygo e Jean Mota são presenças quase certas, de acordo com as últimas formações utilizadas pelo treinador. Nomes como Soteldo, Cueva e até o lateral Jorge, atuando mais avançado, podem ganhar chance com o argentino. 

Sampaoli terá dois treinos para definir a formação do Santos para o duelo com o Fluminense. As atividades serão realizadas às 16 horas desta terça-feira e também da quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.