Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Suspense sobre Léo Santos gera bate-boca entre médico e fisioterapeuta

Ivan Grava e Caio Mello discutiram durante treino na Arena Corinthians após conversa com zagueiro, que é dúvida para a final da Copa do Brasil

João Prata, O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2018 | 05h00

O técnico Jair Ventura fechou dois treinos do Corinthians e, na atividade de terça-feira, aberta aos torcedores e também aos jornalistas, não deu pistas sobre a escalação que começará a decisão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro. A partida acontecerá nesta quarta-feira, às 21h45.

Na zaga, Léo Santos continua como dúvida por causa de dores na coxa esquerda. Ele participou do aquecimento inicial na Arena, mas depois foi poupado do restante da atividade. A presença do zagueiro em campo pode ter sido o início de uma discussão entre o médico Ivan Grava e o fisioterapeuta Caio Mello. Os dois bateram boca próximos ao banco de reservas. A assessoria de imprensa do clube informou que não comentará o ocorrido. 

Na parte final do treino, Léo Santos se juntou a outros 14 jogadores que treinaram pênaltis. Se ele não jogar, Pedro Henrique formará dupla com Henrique. Estavam presentes também no trabalho de penalidades: Fagner, Danilo Avelar, Henrique, Gabriel, Ralf, Douglas, Pedrinho, Mateus Vital, Jadson, Clayson, Romero, Emerson Sheik e Jonathas.

Na frente, Jair pode optar pelas entradas de Jonathas e Pedrinho. Com o primeiro, o time ganharia presença de área. Com o segundo, mais movimentação e criatividade. Mateus Vital e Clayson, que foram mal no jogo de ida, podem sair. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.