Miguel Riopa/ AFP
Miguel Riopa/ AFP

Suspenso pela Uefa por agressão, Evra é dispensado pelo Olympique

Lateral está banido de qualquer competição da Uefa até 30 de junho de 2018

O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2017 | 17h14

Patrice Evra não é mais jogador do Olympique de Marselha. O lateral foi dispensado nesta sexta-feira, logo após a Uefa anunciar a punição pelo chute dado em um torcedor do clube. O jogador de 36 anos está banido de qualquer competição de times organizada pela entidade até o final desta temporada europeia, no dia 30 de junho de 2018.

+ Confira o noticiário da seleção francesa

Evra já estava suspenso preventivamente do elenco francês. Em nota, o Olympique afirmou que a rescisão ocorreu em comum acordo. O clube ainda exaltou os serviços prestados pelo jogador nos últimos anos e reconheceu que o atleta foi provocado pelos torcedores. Porém, classificou o incidente como um "erro imperdoável", que não condiz com os valores do clube e não deixa clima para o lateral seguir vestido a camisa do Marselha.

"Nada pode justificar tal tolice, especialmente por parte de jogadores tão experientes, cujo comportamento dentro e fora de campo é inspiração para os mais jovens", diz a nota.

O presidente do Olympique, Jacques-Henri Eyraud, lamentou o episódio e garantiu que o clube trabalhará para evitar episódios similares. "Hoje estamos tristes. Por Evra, que sofreu as consequências de sua atitude e não pode mais participar da paixão pelo Olympique. Pela torcida, que foi estigmatizada pelo comportamento de alguns de seus membros. E finalmente pelo clube em si, cuja reputação está manchada", afirmou o mandatário.

No dia 2 de novembro, antes da partida com o Vitória de Guimarães, em Portugal, pela Liga Europa, Evra se desentendeu com alguns torcedores e acabou desferindo um pontapé na cabeça de um deles antes de ser retirado de campo pelos seus colegas de equipe.

A Uefa enquadrou o lateral no artigo 15 do seu regulamento disciplinar, que fala em "má conduta", e deu uma punição pesada ao atleta. Evra não poderá atuar em qualquer competição de clubes organizada pela Uefa nos próximos sete meses, e ainda foi condenado a pagar multa de 10 mil euros (cerca de R$ 38 mil). Ele pode, contudo, disputar torneios domésticos do futebol europeu.

Mais conteúdo sobre:
Patrice Evra Olympique de Marselha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.