Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

'Susto contra o Sport é lição para a Libertadores', diz Cuca

Time alvinegro abriu 2 a 0 no placar, mas tomou empate ainda no primeiro tempo, antes de marcar duas vezes na etapa final

Redação, Estadão Conteúdo

29 de novembro de 2020 | 05h00

O primeiro tempo diante do Sport serviu de lição para o Santos já se preparar para o duelo de volta contra a LDU, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Cuca não quer saber de o time relaxar como fez ao abrir 2 a 0 diante dos pernambucanos.

Para o treinador, diminuir o ritmo em um duelo mata-mata pode custar caro. Ao frear o ímpeto diante do Sport, o Santos viu o rival buscar o 2 a 2. Graças a um esforço grande, a vitória veio na segunda etapa. Mas não é sempre que isso pode acontecer.

"Graças a Deus pudemos vencer e agora é pensar no próximo jogo. Mas Libertadores é diferente e não podemos dar essa brecha", enfatizou Soteldo, revelando o que o treinador afirmou após ver o time levar o 2 a 2 do Sport no primeiros 45 minutos.

Para Cuca, houve o problema do desgaste como a viagem e a altitude de Quito. Para terça-feira, ele quer todos os titulares descansados e prontos para ajudar. Soteldo, por exemplo, foi um dos preservados pelo desgaste.

"Não pode ser repetido. Hoje (sábado) o time foi posto em teste. Você faz o 2 a 0, fica tranquilo e deixa de se expor a algumas coisas", discursou Cuca, já precavido com os equatorianos. "Coloquei os titulares para ficarem bem, emocionalmente, para terça-feira. Sabia dos riscos e perguntei quem estava mais em condição."

Alison nem foi relacionado. João Paulo ficou no banco, assim como Soteldo. Devem jogar na terça, na Vila Belmiro. Basta um empate ao Santos pela vaga. O time ganhou em Quito por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.