Rodrigo Coca/Ag Corinthians
Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Sylvinho aponta queda física do Corinthians no 2º tempo contra o Bragantino

Equipe amargou a segunda derrota no Brasileirão ao perder de virada por 2 a 1, o terceiro revés consecutivo na Neo Química Arena

Redação, Estadão Conteúdo

17 de junho de 2021 | 00h38

O técnico Sylvinho admitiu que o time do Corinthians apontou uma queda física no 2º tempo na derrota para o Red Bull Bragantino, quando levou a virada no placar, somar a segunda derrota no Campeonato Brasileiro e a terceira consecutiva na Neo Química Arena.

"O primeiro tempo nós combatemos melhor, tivemos mais gasolina no tanque. Ou seja, um jogo do qual entendíamos que nosso adversário já joga junto há um bom tempo, bons valores individuais, de bom passe, tínhamos neutralizado algumas inversões que eles fazem, diminuindo esse controle e o um contra um. Até a nossa construção foi boa. No segundo tempo pioramos, o Bragantino entrou no nosso campo e começamos a ter dificuldade", disse o treinador.

Sylvinho também explicou, em entrevista coletiva após a partida, a intenção de suas alterações na equipe. "Tentamos substituições, Araos para dar posse de bola que estava faltando, precisávamos de mais um homem para reter essa bola. O Natel foi para ter o campo aberto um pouco. Ele tem velocidade, queríamos jogar nele com espaço, mas infelizmente se lesionou. Esperamos que possa voltar rápido. Em relação a bola parada, nosso time é relativamente baixo, aí a gente tenta equilibrar, buscar soluções para que esse aspecto seja minimizado. O Bragantino voltou naquele gol, que nos complicou."

Mais uma derrota em casa fez o treinador lembrar da falta de público em Itaquera por causa da pandemia. "A gente está tentando retomar nossos resultados na arena. Estamos vivendo um tempo complicado, uns times sofrem menos, outros mais. Óbvio que falta o torcedor, mas é o momento, temos que encontrar outras soluções. No segundo tempo tivemos um decréscimo, e isso comprometeu o jogo. Teve a entrega, mas houve o decréscimo, tentamos potencializar o time com as alterações, mas faz parte. Estamos tristes como o torcedor, mas nosso papel é melhorar, não somente a parte defensiva, como o meio-campo e também o ataque."

O Corinthians volta a campo neste domingo, para enfrentar o Bahia, em Salvador, às 16h, pela quinta rodada do Brasileirão. O time soma quatro pontos, fruto de uma vitória, um empate e duas derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.