Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Sylvinho elogia atuação corintiana em clássico: 'Houve performance e qualidade'

Corinthians visitou o Santos na Vila Belmiro e técnico se mostrou empolgado pelo time conseguir neutralizar o rival

Redação, Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2021 | 21h08

A atuação do Corinthians no clássico com o Santos foi aprovada pelo técnico Sylvinho. Para ele, o placar de 0 a 0 só foi possível pelas grandes chances desperdiçadas de seus jogadores durante o confronto deste domingo, o que ele lamentou.

Porém, em entrevista coletiva após a partida, se mostrou empolgado pelo time conseguir neutralizar o Santos e dominar os lances decisivos que poderiam ter resultado em gols, caso o goleiro João Paulo não tivesse em tarde inspirada ou os jogadores tivessem acertado com maior precisão a meta.

"Foi um jogo bem disputado. O Santos tem um grande treinador, é um time de posse de bola. Jogo complicado, acredito que tivemos ocasiões boas, mas quando você não converte, não vence o jogo. Mas foi boa performance, entrega, luta, um jogo bem difícil de jogar, mas houve performance e qualidade técnica. Desperdiçamos, infelizmente, algumas chances", disse o treinador.

O clássico marcou a estreia do meia Giuliano, uma das contratações mais esperadas no Parque São Jorge. O jogador não atuava há pelo menos três meses, mas, mesmo assim, Sylvinho classificou a estreia como positiva para o time.

"Rendeu bem, boa performance, a gente esperava pelo lastro do jogador, tem boa qualidade de passe no meio-campo, bastante inteligente nas ações. Óbvio que ainda não está na plenitude, necessita deste período de tempo, mas colaborou bastante nos 90 minutos", afirmou.

O próximo confronto do Corinthians no Brasileirão será contra o Ceará, no domingo, em São Paulo. O jogo pode marcar o retorno de Renato Augusto em sua segunda passagem pelo clube, mas ainda não há essa definição por enquanto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.