Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Sylvinho justifica falta de vitórias do Corinthians: 'Fase de construção'

Treinador conseguiu quatro vitórias, seis empates e cinco derrotas em 15 jogos no comando da equipe

Redação, Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2021 | 07h36

Corinthians ainda não convenceu seus torcedores no Brasileirão. Sob o comando do técnico Sylvinho, o time faz campanha intermediária na tabela. Não corre riscos de entrar na zona de rebaixamento após 15 rodadas, mas também não tem pegada para se aproximar do pelotão de cima da tabela. Doso 15 jogos, quatro foram vitórias, seis empates e cinco derrotas, um aproveitamento de cerca de 40% dos pontos disputados.

Quando assumiu o Corinthians pela primeira vez, na derrota para o Atlético Goianiense, Sylvinho chegou a dizer que a equipe iria variar muito pela tabela do Brasileirão. Antes do empate contra o Santos, neste domingo, o lateral Fagner demonstrou leve incômodo com os resultados e com a posição do Corinthians.

De fato, o "meio de tabela" tem incomodado e rondado o clube desde o início do Campeonato Brasileiro. Mas, de acordo com Sylvinho, isso se deve à "fase de construção" que vive o elenco. "Desde minha chegada, tenho dito que o clube está em fase de construção, que necessita se organizar, e está fazendo, com diretoria e presidente muito presentes, um trabalho conjunto. Sabemos o momento que vivemos. A partir daqui, vamos buscar melhores condições de jogo, os melhores resultados, uma melhor performance a cada fim de semana", disse Sylvinho após o 0 a 0 contra o Santos, que teve gosto amargo pelas ótimas chances criadas no clássico.

O treinador sempre encontra uma palavra de conforto para os jogadores e torcedor. "Tivemos boa performance, boa entrega, realmente os atletas tiveram até um acréscimo técnico em campo, com ocasiões de gol, uma melhor posse de bola, melhor condição de chegar ao gol. É um trabalho que não vai mudar em uma semana, necessita de tempo, de construção e estamos fazendo isso", afirmou.

Além da maturação dos atletas em relação ao seu trabalho, Sylvinho tem expectativas de que Renato Augusto agregue bastante ao meio de campo, mas não estabeleceu previsão se a estreia do meio-campista será no confronto com o Ceará, no próximo domingo, no Castelão.

"Renato é um atleta que está se preparando, a casa conhece muito bem a parte física e técnica do Renato. Sabemos que o atleta pode atuar em duas ou três funções de meio-campo com muita facilidade. Vamos esperar a semana para tomar as decisões. Temos conversas diárias com o Renato para ver em que condições o atleta se encontra para saber quando tem possibilidade de estrear", contou Sylvinho.

Para a equipe melhorar e voltar a ter uma sequência de vitórias que convença, o treinador do Corinthians não tem uma resposta pronta nem solução prática. Sylvinho coloca como solução apenas a construção a longo prazo para resultados melhores chegarem ao clube.

"Não tem resposta, vem do atleta, das conexões, dos jogos, das performances, o futebol é complexo. O cenário ideal que queremos é aproveitar as semanas de trabalho para evoluir e crescer e conquistar nossos resultados. A resposta vem do campo, vem dos atletas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.